terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Resumo da novela "José do Egito" de 22 a 26 de fevereiro de 2016

Capitulo 031, segunda-feira, 22 de fevereiro – Apópi e Tany chamam Pentephres para uma conversa. Eles revelam sua desconfiança em relação ao atentado contra José. O sacerdote tenta se defender, mas é surpreendido pela decisão do Faraó. Ele afirma que se algo acontecer com José, seja no dia do casamento ou futuramente, Pentephres será executado. Tamar é levada até o acampamento de Jacó. Judá se mobiliza para queimá-la e chama a atenção dos outros. Alguns dos irmãos estão dispostos a queimá-la quando Tamar revela que engravidou depois de se deitar com o dono dos objetos que carrega. Ela mostra o cajado e o cordão de Judá. Todos ficam pasmos. Judá cai de joelhos, arrependido, e assume a culpa por não ter cumprido sua palavra quando prometeu que casaria Tamar e Selá. Jacó pede que todos se recolham e chama Judá para uma conversa particular. Mara, que também havia se aproximado, olha fixamente para as chamas de uma tocha. Depois que Judá explica o que aconteceu, Jacó afirma que o filho deve assumir a criança que Tamar carrega. Mara vê Simeon e Levi entrando na tenda dos irmãos, sem saber que eles preparam para uma caçada. Ela prepara uma tocha para incendiar o abrigo. Simeon e Levi saem rapidamente. Benjamin, que tinha o hábito de dormir com o pai, havia decidido que ficaria na tenda dos irmãos. Mara incendeia a tenda e Benjamin se desespera. Ele não consegue sair porque o fogo o cerca. Mara percebe que os gritos são de Benjamin e busca ajuda. Naamá percebe que sua filha é culpada. Ruben se cobre com um tecido molhado e entra na tenda, que arde nas chamas. Tudo começa a desmoronar. Todos se desesperam com o fogo. Ruben sai da tenda com Benjamin nos braços. Mara teme pelo pior, mas ela ouve Ruben dizer a Jacó que o rapaz está desacordado. Após algum tempo, Benjamin se recupera em outra tenda. Mara entra, se ajoelha ao lado dele e pede perdão por tudo. Ela revela estar arrependida e promete que esquecerá sua vingança. Mara diz que aceitará ser esposa de Benjamin se ele ainda a quiser. Feliz, ele pede um beijo para perdoá-la. O casal troca um selinho, muito inocente e emocionado. Mesmo apaixonado, Judá tenta controlar seus sentimentos. Ele diz a Tamar que nunca mais irá tocá-la novamente, mas assumirá a criança. 


Capitulo 032, terça-feira, 23 de fevereiro – Naamá repreende Mara, que demonstra estar verdadeiramente arrependida. Ruben chega a tenda e revela que sabe a verdade sobre o incêndio. Ele afirma que não contará nada a ninguém e destaca que irá perdoá-la. Mara o abraça, emocionada. José e Azenate se casam. Pentephres pede que Hapu esqueça a missão de assassinar José. Sati começa a flertar com o sacerdote, que retribui. Após a cerimônia, José e Azenate vão para casa. Ele sofre ao se lembrar do pai, mas sua esposa o consola. O casal se beija, apaixonado e tem sua primeira noite de amor. O tempo passa. Tamar tem gêmeos. Azenate tem dois filhos com José. A prosperidade é visível em todos os locais. Sete anos passam. José desperta logo pela manhã e percebe o sinal do início da seca. O tempo passa novamente. O sol está cada vez mais escaldante. Todos ficam muito preocupados com a seca. Pentephres vai até a casa de Azenate para visitar Manassés e Efraim, seus netos. Ela se incomoda com a presença do pai e não permite que ele dê amuletos aos meninos. Azenate afirma que José não aceita imagens em sua casa. Os dois discutem, demonstrando claramente a decepção de ambos. Zilpa continua chantageando Bila e a obriga a fazer seu trabalho. O Faraó diz ao povo que procure José para aplacar a fome. Todos tentam invadir o local em que se localizam os silos repletos de grãos. Diná passa mal e acredita que está grávida. Seu marido tenta manter a fé, afinal, uma gestação em meio a seca seria muito difícil. Diná é dura e afirma que só tornará a acreditar em Deus se um milagre acontecer. Gibar se irrita com a chateação de sua esposa e se afasta. Simeon diz a Levi que teme pela seca. Ele acredita que essa pode ser uma punição divina por tudo que fizeram a José. Tamar tenta seduzir Judá, mas ele resiste com pode. Apesar de estar muito apaixonado, ele não permite que Tamar o toque. Ela o pressiona e exige que Judá diga que não a deseja, olhando em seus olhos. Ele não consegue e Tamar se vira para sair, chateada. Judá a segura pelo braço e a beija com paixão. A piora de Lia é visível. Antes de dormir, ela tem um lampejo de memória, reconhece o marido e o chama. 

Capitulo 033, quarta-feira, 24 de fevereiro – Jacó se emociona. Benjamin e Mara se beijam intensamente. Ofegante, ele se afasta antes que algo mais aconteça e afirma que tentará apressar o casamento. Mara o convence para retornarem ao beijo e Naamá os surpreende. Ela manda Mara retornar para a tenda e repreende Benjamin. Sati e Pentephres passam a noite juntos. Judá volta a rejeitar Tamar. Animado, Jacó prepara o café da manhã de Lia. Quando ele chega à tenda, toca o corpo de sua esposa e percebe que ela está fria e sem vida. Jacó grita e chama atenção dos filhos de Lia. Todos choram, muito sofridos. O corpo de Lia é sepultado. A seca piora cada vez mais. José negocia os grãos acumulados com pessoas de diversas etnias. Hapu diz a Sati que sabe de suas visitas noturnas ao templo Seth. Furiosa, ela afirma que sempre vai ao local para rezar. Hapu fica desconfiado. Gibar diz a Jacó que o Egito é o único lugar que possui abundância de alimento. Diná interrompe a conversa para dizer que seus irmãos estão brigando. Judá e Ruben discutem pesado com Simeon e Levi. Judá e Simeon se agridem fisicamente. As mulheres do acampamento tentam apartar a briga enquanto os outros irmãos tentam separá-los. Jacó se aproxima e grita com os dois, que param no mesmo instante. À noite, todos se reúnem. Jacó pede que os filhos se dirijam ao Egito em busca de alimentos. 

Capitulo 034, quinta-feira, 25 de fevereiro – Os filhos de Jacó se preparam para a viagem, que é perigosa. Benjamin é o único que ficará no acampamento. Ruben e Naamá se despedem. Bila entra na tenda e Ruben mal consegue disfarçar seus sentimentos. Hapu troca as joias de Sati por alimentos sem que ela saiba. Sati explode em fúria ao descobrir. Dissimulada, ela finge que está passando muito mal e pede que Pentephres seja chamado. Hapu desconfia, mas é obrigado a obedecer. Potifar e Apópi ficam impressionados com a habilidade de José. Ele troca os alimentos por bens valiosos, aumentando ainda mais a riqueza de sua terra. Jacó faz uma oração e pede a proteção de seus filhos. Aqueles que viajarão se despedem de suas esposas, mães e entes queridos. Os dez filhos de Jacó partem rumo ao Egito. Hapu conduz Pentephres até o quarto de sua senhora, que ainda finge uma indisposição. Enciumado, o servo ainda estranha a situação. Sati pede que Hapu saia do quarto e fica sozinha com o sumo-sacerdote. Sedutora, Sati agarra Pentephres. Durante a viagem, Simeon deixa cair um colar que pertenceu a José. Ruben e Judá reconhecem a peça e perguntam se o irmão se sente culpado. Simeon disfarça e se afasta um pouco do grupo. Saudosos, Ruben e Judá falam de José. Após a transa, Sati fica envaidecida com os elogios de Pentephres. Ele vai embora, prometendo retornar para vê-la novamente. Depois que o sacerdote vai embora, Hapu entra no quarto. Sati afirma que precisa ficar sozinha, em repouso. Uma gigantesca tempestade de areia castiga os filhos de Jacó, que se seguram uns aos outros para não se separarem. A fúria do vento é assustadora. Zilpa ainda chantageia Bila e tenta pegar seu pão. As duas começam uma discussão e entram em conflito pelo alimento. Jacó chega a tenda e Bila resolve contar que Zilpa queria seu pão. Jacó pergunta se Zilpa acredita ser melhor que Bila. Ela diz que sim, mas prefere não entrar em detalhes. Enfurecido, Jacó afirma que já havia percebido o embate há algum tempo. Ele revela que sabe de tudo que acontece no acampamento e demonstra intolerância a qualquer possível chantagem. 

Capitulo 035, sexta-feira, 26 de fevereiro – Jacó ameaça prejudicar Zilpa caso algo aconteça com Bila. Ela tenta se fazer de desentendida, mas Jacó é incisivo e proíbe que o assunto seja abordado no acampamento novamente. Ele se vai, enfurecido, enquanto Bila diz a Zilpa que não será mais chantageada. A tempestade de areia passa. Um servo se foi com a fúria da natureza enquanto outro decide desistir. Enquanto os irmãos continuam pelo deserto, a água acaba. Potifar fica preocupado com a suposta doença de Sati. Ela é cínica e demonstra fragilidade. Azenate afirma que José deveria tentar encontrar sua família. O hebreu revela que sua ida ao Egito teve um propósito. Ele destaca que sua volta repentina poderia desestabilizar sua família. Durante a noite, os irmãos fazem uma fogueira. Eles encontram Hira, o amigo de Judá, retornando do Egito com alimentos. Ele diz a todos que as negociações devem ser feitas com o governador, que é um homem bastante sensato. Ruben e Judá conversam enquanto os outros dormem. Eles falam sobre seus amores, que são proibidos. Ruben fica surpreso quando Judá revela que todos sabem de seus sentimentos em relação a Bila. A conversa é interrompida por Simeon, que grita o nome de José enquanto tem um pesadelo. Ele desperta e inicia juma discussão com Judá, que começa a acusá-lo da morte de José. Os outros acordam e a confusão começa a se generalizar. Levi grita, exigindo que todos parem. Os ânimos se acalmam. No dia seguinte, os irmãos chegam ao Egito e ficam impressionados com sua grandiosidade. Eles chegam à fila e avistam José, vestido e maquiado como um nobre egípcio, mas não o reconhecem. José olha para a fila e gela ao ver quem o chamou. É Simeon. Ele estremece e se apoia em Mitri. José se restabelece do susto, toma coragem e dá um passo à frente. Todos os irmãos estão abaixo da plataforma. Eles olham para cima e o veem, imponente, poderoso. Um a um eles se prostram com o rosto em terra diante da autoridade de José. Ele é firme e exige que todos se levantem. Os irmãos se levantam, humildes, e não o reconhecem. José é áspero e pergunta de onde os irmãos vêm. Depois que eles explicam e afirmam que precisam de alimentos, José grita que estão mentindo. Mitri estranha o tom áspero do vizir. O hebreu afirma que todos são espiões e exige que os guardas os prendam.

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

  ©Noticias da tv brasileira - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo