sábado, 15 de abril de 2017

Resumo da novela "Ribeirão do Tempo" de 17 a 21 de abril de 2017

Capitulo 031, segunda-feira, 17 de abril – Eleonora diz a Arminda que posar para Querêncio foi uma tortura. Nicolau e Arminda saem para jantar. Tito e Karina também. Zuleide conta para Carlos o boato que está rolando sobre Guilherme e Tião. Tito e Karina vão para o mesmo restaurante que Nicolau e Arminda. Tito e Nicolau se encaram. Virgílio diz a Newton que está rolando um boato de que Guilherme foi pego beijando Tião. Newton não dá atenção a Virgílio. Iara fala para Virgílio que eles desviaram muito dinheiro do faturamento e que Tito vai acabar percebendo. Iara afirma que não quer continuar a fazer falcatrua. Virgílio responde que ela já foi longe demais para desistir. Nicolau conta a Arminda que Tito se apropriou das terras que são da família dele. O senador oferece champanhe a Tito e Karina. A contragosto, Tito ergue a taça para Nicolau. Karina bebe a champanhe com prazer. Eleonora pergunta a Teixeira se ele quer voltar com ela para a Europa. Ele afirma que mesmo estando com outra identidade prefere não arriscar. Tito vai até a mesa de Nicolau e lhe agradece pelo champanhe. Os dois se estranham, mas fingem que está tudo bem. Zé Mário diz a Flores que jamais vai concordar com ele. Flores diz ao amigo que ele virou um burguesinho acomodado. Arminda conta a Nicolau que pretende presidir a empresa quando madame Durrel se afastar. Arminda e Nicolau vão para o motel e ela se força a se entregar. Arminda chega em casa e fica irritada ao pensar em Joca. Lílian exige que Nicolau lhe conte com quem passou a noite. Nicolau responde que foi com Arminda. Diana acorda, agradece a Bill pela ajuda e dá um cordão de lembrança para ele. Carlos conta a Newton que Tião mora no meio do mato e afirma que a história do beijo é mentira. Zuleide e Newton discutem. Ellen diz a Sílvio que se a história do beijo for verdade o ideal é continuar tentando conversar com Guilherme. Zuleide liga para Ellen, que corta logo o papo. Sílvio e Ellen dizem a Guilherme que acham melhor ele não ir à escola até a poeira baixar. Diana vê Carlos indo para o colégio e pede para ele ajudá-la. Carmem mostra o anúncio da Patrimônio Eterno para Filomena. Querêncio chega para mais uma sessão de pintura e acaba discutindo com Eleonora. Nasinho dá queixa contra Sílvio na delegacia. Diana vai até a sala de Arminda e pede ajuda para a executiva. 


Capitulo 032, terça-feira, 18 de abril – Diana fala para Arminda que está perdida e revela sua verdadeira identidade. Diana explica para a executiva a confusão com a história do beijo. Patrícia diz a Lincon que está se sentindo sozinha. Lincon fala que foi ela quem optou pela solidão. Lincon vê André conversando com Sônia de longe e pergunta ao filho quem é a moça. André diz que é uma chata reacionária. Diana revela a Arminda que vai contar que é menina para todo mundo para livrar a cara de Guilherme. Querêncio pede para madame Durrel fazer uma cara mais simpática. Diana acaba de contar sua história para Arminda, que promete ajudá-la. Diana liga para Guilherme e afirma que vai denunciar Nasinho à polícia. Karina conta para Zuleide que Nicolau ficou olhando para ela. Arminda pede para Bruno representá-la na reunião dos empreiteiros. Eleonora convida Querêncio para almoçar na casa dela, mas ele diz que não está acostumado com comida de rico. Ajuricaba sente-se honrado com a presença de Arminda na delegacia. Diana conta ao delegado que fugiu de casa porque se aborreceu com a tia com quem morava e que passou a ser vestir de menino por que o preconceito é menor. Querêncio almoça e bebe uns copos de cachaça no Já Era. Teixeira diz a Eleonora que, pela idade, Querêncio pode ser o filho perdido dela. Arminda se compromete a ficar com Diana até ela voltar a morar com a tia. Diana caminha pelo Centro Histórico de Ribeirão sem boné. Arminda fala para Diana que não tem nenhum interesse em Joca. Diana encontra Carlos, assume que é menina e pede para ele avisar Guilherme que ela vai embora de Ribeirão. Zé Mário diz a Flores que vai falar para os companheiros que ele precisa ser detido, pois se tornou um fascista disfarçado. Diana agradece Arminda pela ajuda. Querêncio pega no sono, enquanto Eleonora vai ao banheiro. Eleonora vê Querêncio dormindo no sofá e manda-o sair de lá. 

Capitulo 033, quarta-feira, 19 de abril – Eleonora pega um guarda-chuva e cutuca o bumbum de Querêncio, que acorda com um grito de dor. Eleonora manda o pintor tirar a calça para ela e Elza o examinarem. Ele não permite e a Madame o manda embora. Joca grita que quer sair da prisão. Ventania chega à delegacia com um oficial de justiça que traz o alvará de soltura de Joca. Bruno diz a Arminda que a reunião com os empreiteiros foi produtiva. Carlos encontra Guilherme e avisa que Diana falou que vai voltar para casa, mas pediu para agradecer pela força que ele deu para ela. Diana recolhe seus objetos pessoais e os coloca em sua mochila. Ela deixa o boné que usava junto à barraca e vai embora. Querêncio chega à casa de Romeu e Sancha bufando. Sancha perde a paciência com ele e diz que vai dar um prazo para o artesão sair de sua casa. Eleonora diz a Teixeira que Querêncio a deixou irritadíssima e pede para seu advogado ver a passagem dela para a Europa. Guilherme procura Arminda e pergunta onde está Diana. Arminda afirma que ela ficou de pegar o telefone da tia com quem morava e prometeu que voltaria em breve. Ajuricaba fica furioso ao ver Joca livre. Joca agradece aos jovens que lutaram por sua libertação. Guilherme e Carlos veem a barraca vazia. Guilherme pega o boné que Diana deixou para ele. Diana conta a Bill que a vida dela não tem conserto. Sancha deixa claro para Filomena que ela e Querêncio têm um prazo para saírem de sua casa. Léia faz uma festa para comemorar a libertação de Joca. Guilherme liga para Arminda e diz que não achou Diana. Arminda fica furiosa. Marta revela a Ajuricaba que o rosto de Diana não lhe é estranho. Flores confessa a Zé Mário que não matou Dirce. O professor pede para o amigo ficar ao lado dele. Beatriz fala para Nicolau que gostaria de oferecer um jantar para Arminda. Lincon entrevista Joca, que afirma que pretende se dedicar às investigações agora que está solto. Marta mostra a foto de Diana para o delegado e diz que ela fugiu da Casa de Internação. Marta fala para Arminda que é de responsabilidade dela encontrar Diana. Filomena diz a Querêncio que ele terá que terminar de pintar o quadro da Madame Durrel. Joca liga para Arminda, que diz que vai contratar os serviços dele. Os dois se encontram e Arminda explica para Joca que ele precisa encontrar Diana. A executiva ressalta para Joca que ele vai ser bem pago. O detetive aceita o serviço. 

Capitulo 034, quinta-feira, 20 de abril – Joca procura Guilherme para conversar sobre Diana. Joca diz a Guilherme que Bill pode saber onde Diana está, já que ela o ajudou. Joca encontra Léia e avisa que eles vão procurar uma menina na floresta. Eleonora diz a Filomena que aturou mais do que devia e que não pretende recontratar Querêncio. Newton e Sílvio admitem terem ficado aliviados ao saber que Tião é, na verdade, uma menina. Zuleide diz a Carlos que quer que ele se afaste de Guilherme. Léia entra atrás de Joca na mata. Filomena conta sua história para Eleonora, que lembra de seu próprio passado em Ribeirão. Filó convence a madame a permitir que Querêncio termine de pintar o quadro. Léia quebra o salto e desiste de ajudar Joca a procurar Bill. Marta liga para Arminda e avisa que se Diana não aparecer até o fim do dia vai abrir um inquérito. Joca vê Bill e pergunta por Diana. Bill faz sinal para ele segui-lo. Filomena fala para Querêncio que se ele não terminar de pintar o quadro da madame Durrel, ela vai embora de Ribeirão. Bill aponta uma direção e indica a Joca que Diana pediu carona numa rodovia. Joca fala com um verdureiro, que conta que viu um menino pegar carona num caminhão. O caminhoneiro pergunta para Diana para onde ela está indo e acaba a prendendo na caçamba do caminhão. Diana fica assustada. Joca consegue uma carona para ir atrás do caminhão. Karina e Tito tomam sorvete no Agito Colonial. Filomena os serve, um tanto constrangida. Tito acusa Karina de ter ido ao Agito por pura maldade. Querêncio e Eleonora discutem mais uma vez. Teixeira tenta contornar a situação. Sancha diz a Léia que o professor Flores a usou e a dispensou, mas aconselha a amiga a se insinuar caso queira mesmo fisgar Flores. Zé Mário fala para Flores que já está na hora de partir. Joca vê o caminhão que está procurando, olha para o interior e percebe que não há ninguém. Diana está dentro da carroceria, desesperada. 

Capitulo 035, sexta-feira, 21 de abril – Diana grita de dentro da carroceria e Joca, finalmente, ouve. Joca tenta abrir a porta de trás, que está trancada com cadeado. O caminhoneiro se aproxima. Joca e o caminhoneiro lutam. Joca dá com a chave de roda na cabeça do homem, que cai, desacordado. Joca pega as chaves no bolso do caminhoneiro e salva Diana. Os dois pegam um ônibus e partem. Diana diz a Joca que não pode voltar para Ribeirão. Joca afirma que prometeu para Arminda que a levaria de volta. Arminda deixa claro para Bruno que se ele não conseguir recuperar o tempo perdido em relação às obras, ela vai ter que intervir na área dele. Teixeira vai até a loja de Karina e convida Célia para um passeio. Joca vai com Diana até o escritório de Arminda. Ele conta para executiva o perigo que enfrentou para trazer Diana. Zé Mário fala para Flores que não aceita assassinatos como forma de luta, mas garante que vai organizar uma reunião com os companheiros deles. Zé Mário parte. Flores lembra de Dirce e afirma que nunca vai esquecê-la. Diana tenta convencer Arminda a deixá-la fugir. Joca pede para Diana contar para ele e para Arminda a verdadeira história dela. Joca tenta encorajar Diana, dizendo que não vai deixar ninguém fazer mal a ela. Zuleide conta a Karina que Célia ficou conversando com um cara boa pinta e saiu. Tito fala para Virgílio que o movimento na pousada está ótimo, mas o faturamento está ruim. Virgílio afirma que vai melhorar. Virgílio liga para Nasinho e os dois marcam um encontro. Marta explica para Arminda que Diana fugiu da casa onde morava com uma tia algumas vezes e começou a andar com outros menores. A investigadora diz que a menina cometeu infrações e fugiu da casa de internação para onde havia sido encaminhada. Arminda pede para Ajuricaba mantê-la informada sobre o destino de Diana. Zé Mário sente um mal-estar. Joca vai até a sala de Arminda e pergunta como ficou a história de Diana. Arminda começa a chorar e Joca tenta consolá-la. Depois de transarem, Célia diz a Teixeira que vai pedir a separação. Arminda, que estava aninhada nos braços de Joca, de repente faz um cheque, dá ao detetive e o expulsa de seu escritório. Eleonora conta a Arminda que agora vai posar calada e Querêncio também vai permanecer em silêncio para evitar atritos. Joca entra em casa alheio, dá o cheque que recebeu para Léia e pede para a mãe descontá-lo. Flores diz a Nicolau que eles podem se encontrar assim que ele tiver se livrado de Zé Mário. Zé Mário sente dor ao dirigir e acaba batendo de frente contra um caminhão.

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

  ©Noticias da tv brasileira - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo