sábado, 3 de março de 2018

Resumo da novela Os Dez Mandamentos de 05 a 09 de março de 2018

Capitulo 160, segunda-feira, 05 de março – Moisés entrega o corpo de Henutmire a Ramsés e o rei é tomado pela angústia e pelo medo. Ambos choram em silêncio, Moisés assente, dando a entender a culpa de Ramsés pelo ocorrido, e vai embora. Joquebede, Hur, Miriã e Leila aguardam do lado de fora do palácio. Hur não suporta a dor e sai. Moisés se aproxima e recebe um forte abraço de Joquebede. Ikeni avisa a Paser e a Simut sobre a morte da princesa e eles reagem assustados. Leila tenta consolar Hur com as lembranças de Henutmire e se emociona. Ela surpreende o sogro ao avisar que abandonou o palácio sem a companhia de Uri. Nefertari conta a Yunet sobre a morte da princesa. A mãe da rainha tenta disfarçar a satisfação com a notícia e minimiza a culpa de Ramsés. Triste, Paser examina o corpo de Henutmire que está sendo preparado para o embalsamamento. Ele inicia a leitura do Livro dos Mortos enquanto os outros começam o processo. Arão e os demais hebreus retornam da obra e são comunicados sobre a morte da princesa. Diante da notícia, Arão e os filhos vão ao encontro de Moisés. Corá se choca com o que ouviu e fica intrigado com a morte de Henutmire. Ele avista Apuki e tenta ter mais informações. O feitor reage com brutalidade, o afastando do caminho. Yunet serve um vinho a Bakenmut com o intuito de comemorar a morte de Henutmire. Ele fica surpreso com a atitude, mas Yunet não se abala e mantém o brinde. Arão entra no quarto e encontra Moisés triste, com os olhos inchados do choro. Eles se olham em silêncio. Moisés tenta falar, mas é impedido pela emoção e chora nos braços do irmão. Bezalel recebe com a alegria a notícia de que Leila voltou para a vila. Eles comemoram emocionados, mas a notícia de que Uri continua no palácio entristece o rapaz. A pedido de Nefertari, Gahiji prepara uma bandeja para servir o rei. Ele se nega a comer e, angustiado, desabafa com Nefertari que talvez devesse permitir a partida dos hebreus. A rainha tenta convencê-lo do contrário, usando a morte de Henutmire como pretexto para não desistir da luta contra os escravos. Ramsés fica pensativo envolto em seus conflitos. Uri desabafa com Gahiji sua preocupação com a dor do pai e o afastamento de Leila.


Capitulo 161, terça-feira, 06 de março – O cozinheiro mostra que Leila pode ter razão na escolha tomada, mas Uri se mostra convencido de que o povo hebreu não sairá vitorioso. Assir e Elcana cobram de Corá sobre a casa prometida pelo pai. Corá reage impaciente com os filhos, sem saber ao certo se Yunet cumprirá o acordo. Arão conversa com Eliseba e ela questiona se não seria certo a princesa ser enterrada seguindo os preceitos do Deus de Israel. Arão diz que a escolha de Moisés foi para evitar mais problemas. Miriã e Moisés relembram as histórias vividas com Henutmire e ele lamenta que Zípora e seus filhos não a tenham conhecido. Moisés agradece Miriã por ser a irmã dele e eles se abraçam emocionados. Hebreus e egípcios se reúnem para acompanhar o cortejo de sepultamento de Henutmire. Oséias e Ana trocam olhares discretos. A família real passa abrindo o cortejo. Leila sente tristeza ao ver Uri. Ele, por outro lado, olha com pesar o sofrimento do pai, visualiza Leila e Bezalel, mas a mágoa o impede de manter o olhar nos dois. Meketre rejeita a presença de Bak, enquanto Corá tenta, inutilmente, cobrar o acordo de Yunet. Joquebede estranha a presença das imagens dos deuses egípcios que a princesa já não cultuava mais. Moisés explica que Ramsés não admitira publicamente a escolha de Henutmire e o que importa é que Deus tem ciência da entrega dela a Ele. Ramsés manda parar o cortejo quando vê os hebreus jogando flores de lótus em homenagem à princesa. Ele olha para o Moisés e, falando ao povo, acusa o hebreu de ser culpado pela morte de Henutmire. Moisés reage firme e, em meio a todos, enfrenta o poderoso faraó. Ramsés repreende Moisés por ousar enfrentá-lo e proíbe os hebreus de continuarem seguindo o cortejo fúnebre de Henutmire. Paser e Simut reconhecem que a princesa era amada por todos. Moisés não disfarça o descontentamento, mas pede que o povo não reaja. Nefertari recomenda que Yunet se comporte, pois se trouxer aborrecimentos para Ramsés não conseguirá defendê-la. Paser revela para o rei que Henutmire morreu de fraqueza, por medo de ter a comida envenenada por Yunet. Deus ordena que Moisés procure Ramsés. Uri se entristece com as lembranças de Leila. Abigail vê Leila desiludida com Uri e pede que a irmã não perca a esperança de ter a companhia dele na vila. Bezalel percebe que Hur ainda está bastante emocionado e o conforta. Moisés avisa Arão que a nova praga é pior do que tudo que os egípcios já sofreram anteriormente. Ramsés diz para Yunet que soube da provocação dela com Henutmire e avisa que irá observá-la. Ikeni informa Ramsés que Moisés o aguarda. Moisés comunica que caso Ramsés insista em negar a liberdade para o povo hebreu, uma intensa chuva de pedras atingirá todo o Egito. Arão conta que a nova praga é assustadora e deixa Apuki com medo. Ramsés não se mostra intimidado e ordena que Moisés suma do palácio. Escondida, Nefertari se espanta ao ouvir Yunet confessar para Paser que matou Seti. Datã e Abirão zombam por Corá ter sido enganado por Yunet. Aoliabe e Bezalel avistam Datã paquerando Deborah e cobram explicações dele. Joquebede se comove ao ver Assir e Elcana pedindo desculpa por terem roubado o cajado de Moisés. Miriã fica surpresa ao saber que Judite e Ana foram demitidas do trabalho. Abigail e Leila sofrem por verem a tristeza de Hur. Karoma repara na tensão de Nefertari e aconselha a rainha a alertar Ramsés caso ele esteja correndo perigo. Paser decide avisar Ramsés que Yunet é a assassina de Seti. Animada, Yunet acompanha Amenhotep em um treino de espadas. Miriã avista Hur caminhando arrasado e o observa penalizada, sem ser notada. Joquebede se preocupa ao imaginar o que Ramsés poderá fazer para conter a nova praga. Nefertari revela para Ramsés que Yunet matou Seti e Paser confirma a acusação, deixando-o furioso. Um oficial informa Yunet que o rei exige que ela compareça com urgência na sala do trono. Ramsés condena Yunet à morte por matar Seti e Maya, provocar a morte de Henutmire e trair a confiança do soberano.

Capitulo 162, quarta-feira, 07 de março – Yunet fica indignada por ter sido condenada à morte e pede para ir a julgamento, mas Ramsés é irredutível. O faraó se desculpa com Nefertari e diz para a rainha que não teve escolha. Ele deixa a esposa sozinha com Paser e os dois conversam. Ela diz para o pai que ouviu a conversa que Yunet teve com ele e decidiu entrega-la ao rei quando escutou as ameaças que fez. Durante a conversa, Nefertari confessa a Paser que ainda ama Moisés e chora emocionada. Judite e Miriã conversam enquanto observam Hur em seu sofrimento pela morte da princesa Henutmire. As duas se despedem e Miriã vai ao encontro do amado. Os dois conversam e ele diz que sente falta da princesa. Miriã não consegue esconder a mágoa que ainda sente por Hur e ele se desculpa pelo passado dizendo que jamais quis magoá-la. Corá pergunta para Arão como será a nova praga. Desconfiado de que foi Apuki quem mandou Corá perguntar, o hebreu vai até o feitor e diz que Deus irá enviar uma intensa chuva de pedras e fogo, deixando todos ao redor surpresos. Arão diz que quem estiver desprotegido irá morrer e diz para Apuki proteger a sua família. Ikeni da ordens para outros oficiais e pede para ficarem atentos pois uma nova praga deve atingir o Egito. Yunet é levada para prisão e deixa Ikeni intrigado. Paser diz para Simut que Nefertari contou ao rei sobre a morte de Seti. Moisés lê um trecho do que escreveu para Joquebede e a deixa emocionada. Nefertari conta a Amenhotep sobre a condenação de Yunet e deixa o príncipe espantado com as maldades da avó. Ikeni conta a Bakenmut sobre a prisão de Yunet e deixa o general assustado com medo de que ela possa contar que foi ele quem deu cobertura no assassinato de Seti. Miriã conta a Joquebede que Hur pediu perdão a ela. A hebreia disse que, embora tenha perdoado Hur, ainda sente mágoas. Joquebede diz para Miriã perdoar Hur com o coração e então ficará mais leve. Bakenmut vai até a cela de Yunet e diz para ela não tentar incriminá-lo. A víbora conta que se ela for executada, ele também será e o deixa aflito. Ela então diz que ele deve ajuda-la a fugir. Arão diz que irá com Moisés para um monte onde irão invocar a nova praga e pede para os filhos se protegerem. Miriã diz para Oseias que Ana está na vila e o deixa empolgado. Ele diz para a tia que em seu coração já perdoou Apuki pela morte de seu pai. Miriã se emociona com as palavras do sobrinho e reflete sobre si mesma.

Capitulo 163, quinta-feira, 08 de março – Zelofeade e Abigail trocam juras de amor e falam sobre o nascimento do filho. Moisés e Oseias vão até a casa de Hur. O libertador conversa com Hur e oferece solidariedade ao seu sofrimento. Oseias entrega o colar que foi de sua mãe para Bezalel arrumar. Apuki diz para Ana, Jairo e Judite que não pisem para fora de casa. Bak diz para Aoliabe que está preocupado com os irmãos, já que a próxima praga pode ser bem perigosa. Nefertari visita Yunet na cela. A vilã tenta manipular mais uma vez a filha dizendo que pode ajuda-la a conquistar Moisés e surpreende a rainha. Cínicos, Apuki e Jairo brindam à nova praga na Casa de Senet e dizem que o Egito precisa mesmo de um pouco de chuva. Ramsés anuncia que seis hebreus devem ser enforcados, um para cada praga. Paser tenta interceder sobre a decisão do faraó, mas o rei diz que não voltará atrás e ainda diz que um dos hebreus deve ser Joquebede. Os oficiais vão até a vila e começam a capturar os hebreus para execução. Paser pede a Nefertari para conversar com Ramsés, mas o pedido é ignorado pela rainha. Oficiais entram na casa de Arão e pega Eleazar. Outro oficial vai até a casa de Zelofeade e o captura para também ser executado. Bakenmut enfim vai até a casa de Joquebede e a pega pelo braço dizendo que são ordens do faraó. Moisés tenta interceder pela mãe, mas Bakenmut ignora o pedido. Joquebede pede a Moisés ter fé e continuar seguindo as orientações de Deus. Moisés sofre ao ver Joquebede sendo levada pelos oficiais egípcios, mas segue firme na sua missão. Zelofeade, Joquebede, Eleazar e mais dois hebreus são levados ao palácio para serem sacrificados. Datã e Safira se espantam ao descobrirem que hebreus estão sendo levados para serem enforcados. Moisés incentiva Arão a seguir com ele. Ramsés brinda com a família comemorando a captura da mãe de Moisés. Ana e Judite se revoltam com os comentários de Apuki e saem de casa. Sofridos, Moisés e Arão seguem para longe da cidade. Oseias, Eliseba e Abigail choram desesperados ao presenciarem Joquebede, Zelofeade e Eleazar seguirem para a forca. Gahiji e Uri decidem verificar o que está acontecendo.

Capitulo 164, sexta-feira, 09 de março – Ele diz que ainda dá tempo da vilã se arrepender, mas a megera não o escuta e grita mandando ele se retirar. Karoma e Radina comentam sobre a decisão do faraó de executar os hebreus. Uri e Gahiji seguem para o local da execução. Meketre e Tais fazem compras no comércio da cidade com os filhos. Ana e Judite chegam ao local do enforcamento. Inês se desesperar ao ver Eleazar prestes a morrer. Nadabe grita pedindo para os soldados soltarem seus familiares. Moisés e Arão continuam caminhando em direção ao monte para invocarem a nova praga. Eliseba implora para Nadabe se acalmar. Hur critica a atitude do rei. Zelofeade se apavora ao ver Abigail passando mal. Bina, Safira, Datã, Abirão e Corá chegam ao local da execução. Uri vê Leila, Bezalel e Hur e corre para abraça-los. Simut conta para Paser sobre o encontro com Yunet na prisão. Moisés e Arão chegam ao pé do monte. Nefertari se mostra confiante no poder do faraó. Ramsés e Amenhotep rezam para os deuses egípcios. Meketre, Ahmós e Apuki dizem acreditar que as pragas terminaram. Mesmo confiante, Ramsés é cauteloso e pede para Amenhotep não sair do palácio. Moisés e Arão seguem rumo ao topo do monte. Para a surpresa de Leila, Uri conta que Yunet foi condenada à morte. Mesmo diante de todo desespero, Joquebede mantém a fé em Deus. Ao ouvir Corá e Datã criticarem Moisés, Safira intervém e defende o profeta hebreu. Bakenmut se irrita e agride um dos escravos condenados. Moisés e Arão finalmente chegam ao cume do monte. O escriba real anota as palavras ditas pelo faraó. Apuki grita provocando os hebreus. Os oficiais egípcios se preparam para iniciar as execuções. Do alto do monte, Moisés dá início à sétima praga. O céu fica turvo, as nuvens se movimentam e o tempo começa a fechar. No local da execução, hebreus e egípcios se espantam com a mudança do tempo.

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

  ©Noticias da tv brasileira - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo