sábado, 9 de janeiro de 2021

Resumo da novela Triunfo do Amor de 11 a 15 de janeiro de 2021

Capítulo 041, segunda-feira, 11 de janeiro - Bernarda visita Madre Clementina e fala sobre as duas Marias. Bernarda conta que João Paulo teve uma filha com Vitória e pergunta sobre a mãe de Maria Desamparada. A Madre revela que Maria Desamparada pode ser a filha de Vitória. Bernarda fica impactada, enquanto tira uma agulha da bolsa. Eva descobre a falta de uma agulha e liga para Fausto, que avisa que está no orfanato. Eva avisa que alguém vai morrer! A madre decide ligar para João Paulo e Bernarda a mata. Na Casa de Modas, Vitória fala sobre como é difícil ser mãe solteira. Pepino pergunta por que ela está garantindo a felicidade de Helena e forçando uma vida de miséria para Max. Vitória pensa que todos os problemas são culpa de Maria Desamparada, mas ela tem certeza que, assim que Max e Helena estiverem vivendo juntos, o amor prevalecerá. Em uma reunião de negócios, há muita discussão sobre as ações de Osvaldo na empresa. Max apoia o pai, Oscar diz que não. Mais tarde, enquanto conversa com Antonieta, Vitória admite que sabe que as pessoas acham que ela é difícil. Antonieta diz que não importa o quão alto ela tenha subido, Vitória ainda está sozinha. O sucesso não traz felicidade. Enquanto conversam, uma boutique rival liga. Maria usou Vitória como referência. Antonieta atende a chamada e recomenda Maria. Guilherme faz planos com um advogado. Fausto e Eva percebem que precisam parar Bernarda o mais rápido possível. Max pergunta a Fabiano quem ele vai levar para o casamento. Fabiano diz que sua namorada. Max paga seu blefe e diz para chamá-la agora. Fabiano liga para Nathy e marca um encontro para o final da tarde. Mais tarde, no restaurante, os dois lamentam a história dos amigos e, de alguma forma, a conversa se volta para Linda e seu caso com um homem casado. Por ser uma grande amiga, Nathy sabe que pode confiar no Fabiano para não contar a ninguém que o homem casado é Osvaldo Sandoval! Fabiano chega a perguntar a Nathy se ela irá ao casamento e será sua namorada. Ela não tem certeza. Primeiro, ela não é bonita ou elegante o suficiente. Fabiano garante que ela é linda por dentro e por fora. Linda tenta convencer Maria a contar a Max sobre o bebê. Nathy chega e pede permissão a Maríia para ir ao casamento. Maria chora, mas cede. Meu coração se parte. Nathy novamente confessa suas inseguranças e Linda oferece seus serviços. Maria Desamparada foge para ver Bernarda, e conta tudo a ela. Nathy está sendo reformada por Linda. Fabiano está esperando na sala e tenta ser gentil com Maria. Ela está se controlando. Linda entra e apresenta a nova Nathy. Fabiano parece muito surpreso, no bom sentido. Eles saem e se deparam com João. Ele também está pasmo e atordoado. Nathy é tão elegante. Maria chora. Fabiano chega e tenta deixar Fernanda com ciúmes. Ele dá um grande beijo em Nathy. É uma triste cerimônia civil. Maria e Linda invadem o casamento e se escondem. Max diz “sim” e Maria fica realmente chateada. Agora é real. Ela esperava um milagre. Guilherme, Pedro e Ofélia comentam como Max parece infeliz. Maria vai na igreja, encontra o funeral de Clementina e fica impactada. Não acredita que ninguém ligou para ela. Maria chora. Na recepção, João Paulo se esconde. Max garante que ama Maria completamente, mas teve que se casar com Helena. O Padre pede a Max para ficar longe de Maria, para que ela possa encontrar a felicidade longe dele. Bernarda tem algum plano contra Max. Helena espera uma noite especial. Max a decepciona e ela toma comprimidos. Max não consegue acordar Helena. Ele consegue levá-la para o chuveiro. Depois ela toma café e se sente melhor. Max diz a ela para não tomar comprimidos. Ela tem um bebê para cuidar. Ela diz a ele que o ama. Ela precisa de seu amor. Maria faz um ótimo trabalho de modelo na casa de seu novo empregador. Linda sai do apartamento para perseguir Osvaldo. João a vê e tenta chamar sua atenção, mas ela não o vê. Ele segue em seu carro e a vê com Osvaldo. Eles realmente não fazem nada. Osvaldo concorda em levar Linda ao teatro que vai comprar. João continua a segui-los. Bernarda chega na igreja para se confessar. Ela confessa a João Paulo que Maria Desamparada é sua filha verdadeira. Maria e Nathy conversam. A campainha toca. É Max. Max bate na porta de Maria. Ela diz para ele ir se preocupar com sua esposa. “Não me trate assim, por favor!”, diz Max. Ela pede que ele espere antes de ir embora. O Padre João Paulo não acha possível que Maria Desamparada seja sua filha. Bernarda diz que não tem dúvidas. Maria não deixa Max tocá-la, e ela não se importa que ele seja um homem casado que não ama sua esposa. Linda gosta do teatro. Osvaldo concorda que tem magia. João os segue. Bernarda conta ao filho que Madre Clementina disse ter encontrado duas garotas chamadas Maria: Magdalena e Desamparada. As freiras as levaram para Guadalajara. Maria Magdalena estava caminhando perto da estação ferroviária, mas Maria Desamparada estava a duas quadras do local onde Vitória sofreu o acidente. Portanto, não há dúvida de que Maria Desamparada é filha dele. Maria Desamparada quer que Max se sinta mal por tudo que ela deu a ele. Esperança, amor … e então ele se casou com uma vadia maluca. Maria diz para ele ir embora com sua lua de mel. A turnê no teatro continua. Osvaldo pede a alguém para puxar a cortina. João ouve Linda chama-lo de “meu amor”. Max beija Maria na testa, depois vai embora. Ela se lembra dele dizendo que eles pertencem um ao outro.

Capítulo 042, terça-feira, 12 de janeiro - Linda fortalece o ego de Osvaldo. Ela diz que vai aparecer todas as noites para vê-lo. Ela começa a beijá-lo e João os interrompe. Nathy diz a Milagre que está se sentindo mal de tanto estresse. Ela está com um resfriado terrível. Milagre recomenda um chá quente com limão e mel, e depois deitar-se com 4 camadas de mantas para suar. Nathy consegue uma receita para algumas injeções na farmácia. Eles estão esperando que João volte para casa e lhe dê uma injeção. Osvaldo diz a João para falar com ele e não com Linda. João diz que eles brincaram com seus sentimentos. Ele estava fazendo planos para o casamento enquanto eles o traíam. Osvaldo diz a ele para não ficar chateado. João o lembra que ele é um homem casado. Ele não quer explicações: “Você ia deixar sua esposa por ela? Ou você só queria mantê-la como amante?” Max volta ao escritório para reclamar de Fabiano. Fabian diz que ele realmente sente muito que a vida de Max seja uma merda. Max não suporta que Helena tenha tomado aquelas pílulas de propósito para chantageá-lo. Maria está deitada na cama, chorando. Padre pergunta a mão quem mais sabe sobre sua filha. “Só você, eu e Deus. E ninguém mais pode saber. Você não pode quebrar o segredo do confessionário. Você vai manter esse segredo por toda a vida.”, diz Bernarda. “Por que você está fazendo isso comigo? Vitória tem que saber!”, retruca o padre. “Não. Não quero que ela saiba. Não suporto pensar que meu filho puro possa ser contaminado pelo pecado! Mãe e filha são impuras. Fique longe delas.”, pede a megera. “Isso não é possível! Minha missão é levar Deus a todos os seus filhos. Ele é o único que pode julgar. Você está sendo injusta e elas não merecem. Quem lhe deu o direito de julgar? Só Deus pode fazer isso.” orienta o padre. Maria Desamparada observa as crianças brincando no parque. Padre João Paulo pede a Bernarda para contar a verdade para Vitória, já que ela o condenou a não ser capaz de dizer nada. Bernarda se recusa: “Essa será a punição dela! Eu não vou reuni-la com sua filha. Ela nunca vai saber! Nunca!” Bernarda está chateada porque Maria está seguindo os passos da mãe e tendo um filho do pecado. O padre parece feliz em pensar que Maria Desamparada é sua filha. Vitória entra no escritório de Max e dispensa Fabiano. Ela quer perguntar quanto tempo ele vai ficar na lua de mel. Ele ainda não decidiu. Ela quer que ele tire um mês inteiro. Ele acha que é hora de viver sua própria vida e a última coisa que quer é sair com Helena. Ele precisa encontrar um lugar para morar. “Mas o seu quarto é grande o suficiente para vocês dois!”, diz Vitória. Max insiste: “Você realmente não me entende ou está fingindo?” Ele diz que tem falado abertamente com todos que vai ficar com Helena até o bebê nascer, e então o negócio está fechado. O que ele faz depois disso é com ele. Eles escolheram seu casamento, então o divórcio e o resto de sua vida é sua decisão. Maria chora no parque e se lembra da visita de Max. Cruz entra na sala de estar enquanto Nathy espirra como uma louca. Cruz também pode dar injeções. Linda diz a João que ele não faz parte do relacionamento dela. Osvaldo diz que ela precisa voltar para João, porque está tudo acabado entre eles. Linda diz a João que está grata pelo que ele fez, mas não o ama. Ele pergunta: “Por que você esperou até agora para me dizer?” Ela diz que tentou, mas ele não quis ouvir. Maria Desamparada volta para seu apartamento e chora. Ela promete ao bebê que vai lutar. A campainha toca e é o Padre. Ela diz a ele que está sozinha e chora. “Você nunca estará sozinho novamente. Eu sempre estarei com você para protegê-la.” Maria diz que o que ela precisa são pais de verdade. Max diz que não está bravo com Vitória. Ele entende que tem uma obrigação e que foi tudo culpa dele, então ele não vai culpar ninguém. Vitória se orgulha dele por ser um homem e não abandonar uma mulher que está esperando um filho. Ela nunca teria permitido que ele fugisse de sua responsabilidade: “Uma criança é um grande compromisso.” Max concorda, mas isso se aplica a crianças nascidas por amor. Ele está se preparando, mas fará do seu jeito. Maria diz ao Padre que invadiu o casamento. Ela esperava que ele mudasse de ideia. Padre diz que invadiu o casamento também, para pedir a Max que parasse de fazê-la sofrer. Maria pergunta por que o Padre está cuidando dela. Ele diz: “Eu prometi cuidar de você e decidi espontaneamente hoje que iria intensificar isso e realmente farei o que prometi.” Ela diz que não vai fazer Max desistir de Helena e de seu filho: “Ninguém tem o direito de separar um pai de seu filho … ou filha!” Guilherme diz que Osvaldo está distraído. Ele não quer falar sobre isso. Maria escreve a Max uma carta idiota sobre como ele a maltratou. Ela tira o anel de noivado e o coloca no envelope. Nathy não quer permitir que Cruz lhe dê uma injeção. Milagre pergunta a ele sobre a injeção de vacas. Sim, Cruz é multitalentoso. Nathy enlouquece com a agulha enorme. Linda quer falar com Osvaldo. Ele diz que não a ama e que não consegue parar de amar Vitória. É hora de Linda deixá-lo sozinho. Ele nunca prometeu nada a ela e, se ela não se sente mal por trair João, ele se sente mal! Ele sai dirigindo e a deixa na rua para ser pega por Guilherme. O vilão diz que parece que ela precisa de um amigo. Ela concorda. Nathy entra mancando no apartamento, com Cruz atrás dela. Maria pede a Cruz para entregar a carta no escritório de Max. Ele fica tipo “O quê? Você acha que eu sou louco?” Cruz quer falar com ela sobre o bebê. Maria implora que ele não o faça e vai trabalhar. Max e Antonieta revisam alguns desenhos. Ele diz a ela que não sabe como manter a farsa. Guilherme leva Linda para sua casa. Ele lhe dá uma bebida e a elogia. Ele concorda com ela que João não pode dar nada a ela. Ela murmura como Osvaldo é incrível. Eles brindam. Ele diz que gostaria de encontrar uma coisa jovem e inocente como ela. Ele odeia que ela esteja sofrendo por causa de Osvaldo, quando ela poderia estar com outro cara legal. Ele diz que gostaria de conhecê-la melhor, mas para antes de beijá-la. João chega em casa e fica deprimido. Milagre diz que eles deveriam ir jantar e ao cinema. Ele conta que Linda está com outro cara. Um cara rico, com status. Milagre diz que ele tem o amor dela e o amor de seus amigos. Max encontra Cruz em seu escritório. Cruz o chama de chefe. Eles não são mais amigos, desde que Max terminou com Maria. Max diz: “Se eu te contasse, de homem para homem, o que realmente aconteceu, você me entenderia perfeitamente.” Cruz diz que talvez sim, ou talvez não. Maria e Nathy dizem a Linda: “Nós avisamos.” Nathy está feliz agora que todos vão perceber que ela não é a pessoa que estava namorando um cara casado em um carro. Linda diz que sabe o que quer e não será pobre de novo. Nathy diz que isso significa que ela não está arrependida, e que fará o que for preciso para conseguir o que deseja. Linda concorda. Ela não vai se sacrificar por nada ou ninguém. Max lê a carta e chora.

Capítulo 043, quarta-feira, 13 de janeiro - Linda reclama que as amigas gostam mais de João do que dela. Maria diz: “Bem, você simplesmente não pode sair por aí machucando as pessoas!” Linda jura que não vai e vai pedir desculpas a João. Maria diz que elas vão lhe dar outra chance, mas é a última. Nathy concorda: “Se você não mudar, é melhor você ir embora.” Padre diz a Osvaldo: “Eu avisei”. Osvaldo diz que Linda insistiu: “O quê? Ela apontou uma arma para você?” “Você foi avisada! Mais uma vez e você sai de casa!” Maria encerra o assunto e sai para trabalhar. “Você acha que ela realmente vai mudar?”, Nathy diz e sente pena de João. Milagre quer bater em Linda com uma colher, mas João não quer que seja ainda mais óbvio que Linda partiu seu coração. Milagre concorda: “Vamos fingir que não nos importamos.” João diz que esta é a pior coisa que aconteceu desde que seu pai morreu. Milagre diz que eles vão lidar com isso juntos. Padre João Paulo diz a Osvaldo que ele continua machucando as pessoas e que não vai continuar ouvindo isso: “Termine já o relacionamento!” Ele quer que Osvaldo se esforce mais com Vitória. Osvaldo diz que ainda a ama, mas ela é inconstante e só oferece amor a ele em seu horário, e ela quer que todos se curvem à sua vontade. O Padre zomba dele: “E você acha que sua amante realmente te ama? Vamos, você só está com ela para acalmar seu ego masculino ferido. Vou falar com Vitória, na primeira chance que eu tiver, sem revelar nada, mas se Vitória mudar, você tem que deixar a outra mulher ir.” Osvaldo concorda com isso e dá sua palavra. Maria está toda embonecada em um vestido de noiva, em seu novo emprego, e desfila para Helena e sua mãe. Norma narra e percebe que Helena está rindo maliciosamente. Oscar pede para falar com Antonieta. Ele percebe que ela parece preocupada. Ela acha que ele tem medo do amor. Oscar acha que uma longa conversa entre eles está atrasada. Ele a convida para jantar e diz que vai buscá-la na casa dela. Padre se lembra de Bernarda dizendo a ele que Maria Desamparada é sua filha. Ele não sabe o que fazer com sua filha grávida. Ele tem que ajudá-la, faz a barba e chora: “Maria Desamparada é minha filha.” Pepino se prepara par fazer um guarda-roupa completo para Maria Magdalena e ela pede: “Bem, eu realmente não estou acostumada a me vestir bem. Você pode me fazer algo meio simples?” Pepino brinca: “Você não pode sair por aí vestida como uma super-heroina!” Eles estão se dando bem. Antonieta diz que elas devem ir às compras. Max conta a Fabiano sobre a carta. Ele está se culpando por isso. Fabiano o lembra que ele sempre disse que todas as mulheres eram mentirosas e olhe para ele agora. Max está chorando porque ela provavelmente está chorando por ele e ele não pode ficar com ela, mas seu pobre filho inocente não pode sofrer por ter pais estúpidos, então ele vai ter que lidar com isso. Helena e a mãe se divertem. Luci avisa a Fab que vai almoçar com o namorado. Fabiano diz que está dividido entre duas mulheres. Ela o aconselha a tomar uma decisão. Cruz diz a Maria que entregou a carta, mas Max não disse nada. Ele sai e Linda entra na sala. Ela não falou com João ainda. Nathy está na cama com resfriado, mas ela vai dormir no sofá esta noite para que Maria não fique doente, ela e Linda já decidiram. Linda pede perdão novamente. A campainha toca e é Fabiano com um enorme buquê de flores para Nathy. Linda diz que ela está muito doente. Helena está se preparando para sair. Max zomba que eles não vão a lugar nenhum. Eles vão ficar em um hotel até encontrarem uma casa. Helena lamenta. Max diz: “Uma lua de mel é para casais apaixonados. Nós não estamos apaixonados. Quando você vai entender que eu não te amo e nunca vou amar?”

Capítulo 044, quinta-feira, 14 de janeiro - Fabiano diz que ele trouxe flores e doces para agradecê-la por ter ido ao casamento com ele e para se desculpar por beijá-la. Nathy declara: “Bem, fiquei surpresa, mas não me incomodou.” E ele vai embora de novo, depois de beijar Nathy na bochecha. Maria e Linda mal podem esperar para ouvir sobre “o beijo!” Nathy se lembra disso e sorri. Fabiano fala a si mesmo para pensar em Nathy apenas como uma amiga. As meninas riem do “beijo”. Linda quer mais detalhes, em troca de toda a história de João no teatro. A campainha toca novamente. É o Padre, que a chama de filha e a abraça. Ela o chama de “pai”, Bernarda ouve e reclama: “O segredo do confessionário é sagrado! Por que contou a verdade a Maria Desamparada! Por quê ?!” Padre não diz nada e Maria pergunta do que ela está falando: “Por que você o está acusando de me dizer a verdade? De que verdade você está falando?”. Vitória aparece triste. Bernarda culpa seus nervos e diz que ela não quis dizer nada. Ela não tem ideia do que está dizendo ou fazendo. Maria a recebe e Bernarda pede um copo d’água. Padre está extremamente chateado. Maria é muito grata e gostaria que eles fossem sua família real. Maria Magdalena tem medo da rejeição da família e Vitória diz: “Não, eu os conheço, eles vão recebê-lo de braços abertos?” Fernanda mostra a Osvaldo a foto de Helena e Max no casamento. Ela acha que Max parece triste. Vitória diz que a família a aceitará, especialmente quando ela lhes contar toda a história. “Eu não te abandonei! O acidente me fez perder você.” Maria Magdalena quer saber quem é seu pai. Maria diz que Madre Clementina era como uma mãe para ela. Bernarda avisa: “Você deve odiar sua mãe. Ela o abandonou. Uma mãe que abandona seus filhos não merece o amor ou a compaixão de ninguém. Se você a vir, terá que xingá-la.” Padre pede para ela não falar assim: “Lembre-se do quarto mandamento! Honre sua mãe e seu pai! O que você está dizendo vai contra Deus e a Santa Igreja!” Vitória diz a suposta filha que ela tem um pai, mas ela não pode contar ainda: “Quando você confiar em mim, teremos uma longa conversa agradável. Prometo que não tenho nada do que me envergonhar.” Maria Desamparada nunca imaginou que a vida fora do orfanato seria tão difícil. Bernarda diz: “Não seria ótimo se você fosse realmente minha neta?” Maria diz que, para isso acontecer, ela teria que ser filha de Padre, e isso nunca aconteceria, é claro.

Capítulo 045, sexta-feira, 15 de janeiro - Fernanda pergunta ao pai: “Se o Max não está apaixonado pela Helena, por que ele se casou com ela? Eu não gostava da Maria Desamparada, mas teria me esforçado se o Max se casasse com ela.” Fernanda acha que Vitória rejeitou Maria por ser pobre. Osvaldo diz a ela para não culpar sua mãe por tudo. Ela precisa ser discreta sobre isso. Max engravidou Helena. Fernanda pergunta: “Eu deveria ter adivinhado! Por que você não me contou antes?” Osvaldo diz que imaginou que ela jogaria na cara de Helena. Max assiste TV: “Vou sentar aqui e assistir a um filme. Se quiser, pode se juntar a mim ou sair sozinha.” Ela opta por sair. Ele pede a ela que, por favor, não beba, pelo bebê. Ela planeja se divertir. Quando Helena sai, Max puxa a carta para se torturar um pouco mais. As garotas arrumam a sala de estar para Nathy dormir. Maria diz: “Estamos pagando as consequências das mulheres, porque os homens nunca pagam. Eu nunca deveria ter colocado meus olhos em Max!” Linda diz que não vale a pena sofrer por causa dos homens. Nathy diz a ela para calar a boca. Maria quer ficar sozinha. Então ela pode chorar. Novamente. Max não pode viver sem Maria e ele tem que vê-la. A campainha de Maria toca. É o Max. Eles choram. Ela fecha a porta na cara dele. Eles ficam em lados opostos da porta e choram. Os dois se sentam no chão e choram. Maria pede ajuda a Deus e chora. Max pede ajuda a Deus e chora. Maria esfrega a barriga e chora. Max esfrega a cabeça e chora. Helena bebe. Um desconhecido bate nela. Ela diz a ele para calar a boca e pagar uma bebida para ela. Ela não quer dizer a ele seu nome. Ela já está bêbada. Guilherme está lá e protege a mãe do seu filho. Nathy pergunta se era Max: “Ele está parado do lado de fora do prédio desde que saiu. Vá olhar.” Max está na chuva, chorando. Nathy diz que ele não vai sair até que ela o deixe entrar. Maria diz que Nathy precisa dormir em sua própria cama e ela vai ficar no sofá. Max fica parado na chuva. Maria sai para a calçada. Max a coloca debaixo de uma árvore. Ambos choram. Maria diz a ele para ir para casa e parar de machucá-la: “Por favor, vá! Não torne isso mais difícil!” Max: “Eu não consigo! Eu preciso estar perto de você! Eu preciso ver você! Eu preciso sentir você!” Eles se abraçam. E choram. Na chuva. Helena quer que Guilherme vá embora. Ele diz que ela é perigosa demais com álcool nas mãos e a convida para sua casa. Ela concorda, depois de terminar sua bebida. Ela está literalmente caindo em cima dele enquanto eles tropeçam. Max e Maria na chuva, a mesma conversa, mais lágrimas. “Eu nunca poderia pedir a você para abandonar seu próprio filho!” Mais “vá embora”. Mais “Não, não vou.”

Seja o primeiro a comentar ;)

Postar um comentário

  ©Noticias da tv brasileira - Todos os direitos reservados.

Template by Dicas Blogger | Topo